FacebookInstagramGoogle+
Categorias
10 animais que vivem em Galápagos

10 animais que vivem em Galápagos

Postado em Destaques, Destinos de Viagens

Se alguém nos pedisse para citar lugares que lembram um mundo perdido, não teríamos como não mencionar as Ilhas Galápagos. Localizada no Oceano Pacífico, a região serve de lar para as mais curiosas e fascinantes espécies de animais do mundo. Aves, peixes e alguns mamíferos dividem espaço no “maior zoológico” do mundo! Conheça 10 animais que você encontrará ao visitar esse paraíso natural.

Lobo-marinho-de-Galápagos

O lobo-marinho-de-Galápagos (Arctocephalus galapagoensis) pode ser identificado devido aos seus grandes olhos, que é uma adaptação para caçar peixes e lulas à noite, evitando assim predadores. Encontrado exclusivamente neste arquipélago, o lobo-marinho-de-galápagos sofre com a elevação da temperatura, evento que é associado ao El Niño e que causa a queda da reprodutividade nos mares de Galápagos, o que gera menos alimento para eles.


Atobá-de-Nazca

Atobá-de-Nazca

Como o atobá-de-nazca (Sula granti) pesca distante da costa, ele é visto com menos frequência, apesar de ser abundante no arquipélago. A fêmea bota 2 ovos e, quando os filhotes nascem, o mais forte empurra o mais fraco para fora do ninho. Como ele fica exposto ao sol e sem ser alimentado pela mãe, não há outro destino senão a morte. Existem duas hipóteses para este comportamento: o segundo ovo serviria como uma “apólice de seguro” no caso de o primeiro quebrar, ou o segundo ovo seria uma relíquia da evolução, quando a espécie era capaz de criar mais de um filhote por vez.


Aratu-vermelho

Entre as iguanas-marinhas e as rochas negras, encontramos o caranguejo mais colorido de Galápagos. Com pernas e garras escarlates, barriga azul e costas alaranjadas, o aratu-vermelho (Grapsus grapsus) é uma das espécies que mais chamam a atenção dos visitantes do arquipélago.


Pinguim-de-Galápagos

Em Galápagos está o único pinguim encontrado no Hemisfério Norte, o pinguim-de-Galápagos (Spheniscus mendiculus). Apesar de serem “desajeitados” em terra, eles nadam rapidamente quando estão perseguindo cardumes de peixes. A pesca predatória, a introdução de animais domésticos, que podem caçar as aves ou transmitir doenças, e eventos relacionados ao El Niño são as suas principais ameaças.


Tartaruga-gigante-de-galápagos

As tartarugas-gigantes (Chelonoidis nigra) são o coração de Galápagos. Elas reinavam no arquipélago, mas sofreram com a caça e as espécies que competem por seu alimento. Com isso, a população caiu drasticamente e quatro espécies já foram extintas. Graças ao trabalho do Parque Nacional Galápagos e do Centro de Pesquisas Charles Darwin, elas têm uma nova chance de prosperarem novamente.


Atobá-de-pé-azul

O nome atobá-de-pé-azul (Sula nebouxii) não foi dado por acaso a esta ave. Durante a época de acasalamento, os casais exibem seus pés para o parceiro para mostrar sua cor característica. Estas aves são uma das grandes atrações de Galápagos, e podem ser encontradas mergulhando de maneira sincronizada quando acham um cardume de peixes.


Leão-marinho-de-Galápagos

Leão-marinho-de-Galápagos

O maior animal que você pode encontrar nas areias de Galápagos é o leão-marinho (Zalophus wollebaeki). Durante o período de acasalamento, o macho dominante faz a “guarda” da praia e espanta qualquer concorrente que tente tomar o seu posto. As mães assistem tranquilamente, enquanto cuidam de seus filhotes. Eles se alimentam basicamente de sardinhas e podem sofrer com eventos gerados pelo El Niño.


Iguana-marinha

As iguanas-marinhas (Amblyrhynchus cristatus) só são encontradas em Galápagos e são os únicos lagartos que recorrem ao mar para obter seu alimento: algas. Podem ser encontradas em todas as ilhas, já que se amontoam para se aquecer ao sol.


Sabiá-de-Galápagos

Ao analisar o sabiá-de-Galápagos (Mimus parvulus), Charles Darwin se viu deslumbrado. Existem apenas quatro espécies no arquipélago, que se parecem bastante, mas se diferenciam pelo bico, o que diz a qual ilha de Galápagos ele pertence. Isso sugere que esses animais tiveram um ancestral em comum, mas que, ao colonizar as ilhas, as diferentes condições foram cruciais para dar origem a diferentes espécies de sabiás.


Tesourão

O tesourão (Fregata magnificens) é a maior das duas espécies de fragatas encontradas no arquipélago. Os machos montam seus ninhos e inflam seus papos vermelhos para conquistarem uma parceira. Após o acasalamento, a fêmea ganha um travesseiro para descansar.

 

 

Pin It

Responder o comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>